Amendoim é calórico mas pode ajudar na sua dieta

Por: Tâmara

26 de novembro de 2009 09:48 | Alimentos de A a Z

Coma amendoim e perca peso

Parece paradoxal? Afinal, esse apreciadíssimo petisco é bastante calórico. Pois aqui vai a explicação para o inusitado efeito emagrecedor: “Essa oleaginosa contém gorduras insaturadas e vitamina E, nutrientes fundamentais para o controle do apetite, além de ser também uma boa fonte de fibras, o que também dá saciedade”, explica a nutricionista Vanderlí Marchiori, de São Paulo. “Então, se você consumir 40 gramas – o equivalente a um punhado – lá pelas 5 horas da tarde, poderá obter o benefício.

Essa quantidade representa 150 calorias. E elas vão substituir as muitas outras de tantos outros alimentos que vão deixar de ser ingeridos nas duas horas seguintes.” Afinal, você não vai ter tanta vontade de ficar beliscando até praticamente a hora de ir para a cama.

Fonte: http://saude.abril.com.br/edicoes/0298

Desde que consumido com moderação (cerca de 40 gramas por dia), por ser um alimento muito calórico, o amendoim pode suprir a necessidade de vários elementos importantes para a manutenção da sua saúde. Ele fornece proteínas para o corpo e, como é composto por gorduras monoinsaturadas, reduz o colesterol e a formação de coágulos nas artérias. Mas a sua principal vantagem, que ajuda no combate ao diabetes, é o seu baixo índice glicêmico.

Conhecidos como gorduras do bem, os ácidos graxos monoinsaturados contribuem para diminuir a oxidação, aumentar a captação do colesterol ruim (LDL) pelo fígado e elevar as taxas do colesterol bom (HDL). O LDL, em excesso no sangue, provoca aumento na deposição de placas de gordura nas artérias, o que impede o fluxo de sangue; já o HDL tem a função de transportar o colesterol dos tecidos para o fígado. Esse processo é fundamental para evitar o aparecimento de doenças cardiovasculares, como a aterosclerose (entupimento das artérias).

Outros benefícios do amendoim

Além de ser um alimento que possui renovadores celulares protegendo contra o envelhecimento precoce, o amendoim tem ação antiinflamatória e ajuda a proteger os vasos sanguíneos e, ainda, combate o enfraquecimento de unhas e cabelos, regulando a oleosidade e afastando dermatites e seborréia.

Gordura: Importante ao corpo por ser fonte concentrada de energia, servir de transporte e absorção das vitaminas lipossolúveis (insolúveis em água), além de ser precursora de diversos hormônios e proteger as membranas celulares.

Omega-3: Reduz, moderadamente, os níveis de triglicérides no sangue e a pressão arterial. Junto ao Omega-6 previne o envelhecimento, por funcionarem como renovadores celulares. Magnésio: Importante para a circulação, fortalecimento dos músculos, e para cicatrizações; essencial para o sistema nervoso e para afastar o estresse.

Cálcio: Fortalece a estrutura óssea e previne osteoporose. Deve ser sempre consumido em conjunto com o magnésio. Vitamina E: Nutriente famoso pela ação de antioxidante, ou seja, de combate ao excesso de radicais livres e prevenção de tumores. E, ainda, é responsável por aumentar a resistência dos músculos ao reduzir dores e preservar o sistema imunológico.

Vitaminas do complexo B: Essenciais ao sistema nervoso, auxiliam na digestão, além de afastarem o mau humor por ajudarem na formação de neurotransmissores como a serotonina, que é sinônimo de bem-estar.

Selênio: Eficácia na redução do estresse celular, físico e emocional.

Ferro: Importante na dieta de gestantes, pois ajuda na formação do sistema nervoso do bebê, bem como no crescimento do feto, além de reduzir infecções comuns na gravidez. Também é extremamente importante ao longo da vida toda, pois é parte das células vermelhas e sua carência é diagnosticada como anemia.

Fósforo e Potássio: Ajudam a afastar a fadiga e dão pique total para quem pratica atividades físicas. O fósforo ajuda na formação dos ossos e é fundamental na constituição do rim. Já o potássio, melhora a contração muscular e é um aliado para quem pratica exercícios físicos.

Sem colesterol: Mesmo com alto valor calórico, não contém colesterol por ser de origem vegetal.

Gorduras monoinsaturadas: Ajudam a perder peso, pois são responsáveis por manter o nível de açúcar no sangue estável e ativar o metabolismo da queima de gorduras, além de ajudar a converter os estoques de gordura corporal em energia.

Fibras: Geram saciedade e ajudam no emagrecimento.

Fonte: APAN- Associação Paulista de Nutrição – Matéria: “Pequenas e poderosas!” Revista Vida Natural Edição 0009.