Consumo moderado de abacate ajuda a reduzir LDL, o “mau” colesterol

Por: Tâmara

20 de abril de 2011 14:52 | Alimentos de A a Z

Ele já foi considerado grande vilão. Por ser rico em gorduras e, portanto com alto teor de calorias, o abacate entrava na “lista negra” das pessoas que decidiam fazer alguma dieta para perda de peso… Entretanto, pesquisas comprovaram que, apesar de gorduroso, o abacate é super benéfico à saúde. E eis que a fruta começa a ser reabilitada, devido às propriedades nutricionais e medicinais que possui.

Confira, a seguir, alguns benefícios que o consumo (moderado, para quem deseja manter o peso) desta fruta típica de outono traz à saúde:

  • Ajuda a prevenir e auxiliar no tratamento de doenças crônicas, já que diminui a concentração de LDL, substância conhecida como “mau colesterol”, além de também ter propriedade anticoagulante;
  • Ajuda a neutralizar as gorduras de outros alimentos, tornando-se, desta forma, um alimento recomendado para quem tem doenças cardíacas, hipertensão e colesterol alto;
  • Apresenta grande quantidade de potássio (o dobro do que a banana), fazendo diminuir a ocorrência de cãimbras;
  • É rico em polifenois, substâncias que ajudam na recuperação e proteção das cartilagens das articulações, beneficiando quem pratica atividades físicas;
  • Reduz a incidência de alergias, processos reumáticos e doenças auto-imunes;
  • Ajuda a digestão, amenizando problemas estomacais e fraquezas em geral;

O abacate contém quantidades significativas de vitaminas, especialmente as do complexo B, sais minerais como ferro, cálcio e fósforo, fibras e também é rico em ácido oléico – substância benéfica à saúde encontrada no azeite de oliva.

De sabor suave e neutro, o abacate é basicamente constituído por gorduras monoinsaturadas (gordura boa) e 70% de água e, portanto, deve ser consumido moderadamente por ser muito calórico. É fonte de muitos nutrientes, destacando-se as fibras, lipídeos e glutationa, um poderoso antioxidante.

Seu acentuado valor energético está relacionado ao seu conteúdo em gorduras, responsável pelo aumento do colesterol HDL (considerado o “bom” colesterol, pois protege as artérias ao invés de destruí-las).

Mesmo sem poder ser considerado uma fonte protéica, o abacate contém quantidade muito superior de proteínas quando comparado às demais frutas. É rico em vitaminas A, C, B1, B2 e B3, e minerais como fósforo, cálcio e ferro.

É indicado principalmente na alimentação de crianças, por ajudar na formação de ossos e dentes. Para os adultos, o abacate é um importante aliado contra a fadiga física e mental.

Pode ser consumido isoladamente, em saladas temperadas, como molho, em sobremesas e em vitaminas (batido com leite desnatado e adoçante). Na culinária mexicana é usado no preparo de um prato tradicional: o guacamole (Aprenda a fazer esse prato na seção Receitas do Mês).

Fontes – Texto adaptado a partir de matérias sobre valor nutricional do abacate, publicadas no Blog Vida Alternativa e no Site Nutrição em Foco.