Abóbora é vegetal super rico em vitaminas e substâncias antioxidantes

Por: Tâmara

20 de maio de 2011 16:55 | Alimentos de A a Z

A abóbora possui grandes quantidades de vitaminas antioxidantes (vitamina C, E e betacaroteno (provitamina A). Possui também boas quantidades de vitaminas do complexo B (B1, B2 e B5, fibras e os minerais cálcio, fósforo, ferro e potássio.Devido ao seu grande conteúdo de betacaroteno (provitamina A), seu consumo ajuda a diminuir o risco de câncer, doenças do coração, derrame e cataratas. Suas sementes, para os índios Cherookee, podem curar cólicas, diminuir pedras nos rins e acalmar febres desde que servidas em chás.

Na Índia, a polpa da abóbora colocada diretamente sobre a testa alivia dores de cabeça e, nas Filipinas, o caldo do pé de abóbora é recomendado na cura de dores de ouvido. Tem alto valor nutritivo, contém caroteno, um elemento ótimo para fortalecer a visão, vitaminas do complexo B e sais minerais. O suco retirado das flores é digestivo: as sementes são vermífugas, mas com efeito lento, e quando trituradas fornecem um suco refrigerante, próprio para os períodos de febre e nas inflamações das vias urinárias como cistite e hipertrofia prostática.

Em relação às propriedades medicinais da abóbora, pode-se destacar que a hortaliça é adstringente, laxante, diurética e alcalinizante. A decocção da polpa é indicada nos casos de diarréia e gases; o sumo da polpa para prisão de ventre. O cataplasma das folhas é indicado em casos de queimaduras, inflamações e dores de ouvido. É um excelente vermífugo, principalmente para crianças. É tônico para o cérebro, fígado, rins e intestinos.

Uso na culinária

Originária da Guiné, a abóbora chegou ao Brasil no século XVI, pelas mãos dos portugueses. Hoje, é muito conhecida em todo o país, e chamada por diferentes nomes, como jerimum, no Norte e como moranga, no Sul. Cultivada em quase todo o país, é um alimento muito especial, pois dela quase tudo se aproveita.

Por isso, apesar de geralmente termos o costume de aproveitar o miolo – em pratos como saladas, sopas, purês, nhoques – é bom saber que até suas sementes, quando tostadas e temperadas, podem ser servidas como aperitivo. Já as pontas de suas folhas dão um toque especial às sopas e fazem boa parceria com a farinha de milho.

Suas flores harmonizam-se com omeletes e ficam uma delícia quando preparadas à milanesa. Com o seu miolo são feitos deliciosas saladas, cozidos, refogados, sopas, purês, nhoques, pães, bolos e doces secos ou cremosos e servem para rechear massas, pastéis e rocamboles.

Além disso, faz boa combinação com os assados e uma dupla imbatível quando se junta à carne-seca. Sua casca funciona como recipiente do brasileiríssimo camarão na moranga e suas sementes transformam-se em um tira-gosto muito saboroso para acompanhar a cerveja gelada. Para isso, basta lavá-las, salgá-las, deixá-las secar por 24 horas e tostá-las no forno por aproximadamente 40 minutos, mexendo de vez em quando para que fiquem torradas por igual.

Valor calórico – 100 gramas de abóbora cozida fornecem 40 calorias.

Como comprar – Não compre abóbora com casca amolecida, suja ou manchada, ou que apresente polpa amolecida, mofada ou com manchas.

Como armazenar – Dura cerca de 3 meses em local fresco e seco, se inteira. Caso a abóbora esteja picada, convém guardá-la na gaveta inferior da geladeira, dentro de sacos plásticos, por até uma semana.

Como preparar – Deve ser consumida cozida, em salada, refogada, em ensopados, sopas, compondo com outros legumes e purês. Dela também se faz doces diversos, sucos, pães, bolos, pudins. Pickles de abóbora fica muito bom.

Os frutos devem apresentar-se com a casca sem brilho. Casca com brilho indica que estes foram colhidos muito novos, não amadurecerão totalmente e são de menor qualidade quando comparados aos frutos totalmente maduros. Prefira frutos sem machucados e ferimentos e sem sinais de mofo ou podridão.

Manuseie os frutos com cuidado. Apesar de parecerem resistentes ao manuseio, os frutos apodrecem mais rapidamente a partir dos pontos onde foram machucados, mesmo que não sejam aparentes. A abóbora é uma hortaliça muito versátil, podendo ser consumida em diferentes formas como saladas, cozidos, refogados, sopas, curau, purê, pães, bolos, pudins e doces. As sementes podem ser torradas e consumidas como aperitivo, sendo além de saborosas, muito ricas em nutrientes, especialmente ferro.

Fonte: Texto adaptado a partir do artigo de Edson Credidio, médico nutrólogo e professor de Dietoterapia da USP-RP, publicado no Blog Saúde Completa, do professor Ari Lopes.
http://saudecompleta.blogspot.com/2009/09/propriedades-da-abobora.html